akb@akb.org.br
 

Home
Patronos e Diretoria
Cadastro
Brazilian Keynesian Review
IX International Conference
IX Encontro Internacional
Publicações
Eventos
Trabalhos de Encontro e Prêmio AKB
Galeria de Fotos
Links
Fale Conosco
E-mail
Senha
Esqueceu a senha? Clique aqui
Livros

 

 

 

Publicações

 


 

SISTEMA FINANCEIRO E POLÍTICA ECONÔMICA EM UMA ERA DE INSTABILIDADE

Organizadores: André Modenesi, Daniela Prates, José Luis Oreiro, Marco Flavio Resende e Luiz Fernando de Paula

Prefácio: Luiz G. Beluzzo.

Editora: Campus/Elsevier    

Ano: 2012                                                                                                                    

                                                                                                                                                                  

 Este livro objetiva avaliar os desdobramentos da crise financeira internacional, no mundo e no Brasil, assim como avaliar algumas alternativas de políticas. Os capítulos contém artigos de economistas brasileiros associados à Associação Keynesiana Brasileira (AKB), além de convidados internacionais, todos conhecidos economistas keynesianos.
A primeira parte do livro analisa a natureza e os desdobramentos da crise financeira mundial e, em particular, na Zona do Euro, visando apresentar lições, soluções e perspectivas. Além disso, apresenta tendências e perspectivas da regulação do sistema financeiro mundial. A segunda parte focaliza a política econômica no Brasil após a crise. Já a terceira, aborda os temas da restrição externa ao crescimento e da pobreza no contexto das crises econômicas e, também, das políticas e perspectivas para o crescimento sustentado da economia brasileira.
Um elemento comum nas análises presentes neste livro é a crítica ao paradigma da autorregulação do mercado - inerentemente instável dos mercados liberalizados. Entretanto, o “olhar keynesiano” diferencia a perspectiva desta obra de outras interpretações mais convencionais da economia.

 

Macroeconomia do Desenvolvimento: Ensaios sobre restrição externa, financiamento e política macroeconômica

Organizadores: José Luis Oreiro, Luiz Fernando de Paula e Flavio Basilio.

Editora: Editora Universitária UFPE.

Ano: 2012

Autores: Adriana Amado, Cassio Rolim, Fernando Ferrari-Filho, Flavio Basilio, Frederico Gonzaga Jayme Jr, José Gabriel Porcile, José Luis Oreiro, Luiz Carlos Bresser-Pereira, Luiz Fernando de Paula, Marcelo Curado, Marco Flavio Resende, Márcio Cruz, Maria de Lourdes Rollemberg Mollo, Mauricio Serra, Mauro Boianovsky, Paulo Gala, Rogério Sobreira.

Na coleção de ensaios aqui apresentada, os pesquisadores do Grupo "Macroeconomia Estruturalista do Desenvolvimento" procuram desenvolver as bases analíticas e conceituais do "novo desenvolvimentismo"a partir de um referencial teórico denominado "macroeconomia estruturalista do desenvolvimento". Essa abordagem teórica combina elementos do pensamento estruturalista latino-americano, cujos grandes expoentes foram Raul Prebish, Osvaldo Sunkel, Celso Furtado, dentre outros, com a macroeconomia keynesiana. A hipótese fundamental dessa nova abordagem é que a condução da política macroeconômica - notadamente a política cambial, monetária e fiscal – é de fundamental importância, não só para a dinâmica das economias capitalistas no curto prazo mas também para o desenvolvimento no longo prazo das mesmas. Em tal contexto, a macroeconomia estruturalista do desenvolvimento objetiva definir o conjunto mais adequado de políticas macroeconômicas para que países de renda média, como o Brasil, possam alcançar o padrão de desenvolvimento das economias do primeiro mundo.

                                                                                                                                                   

 

Financial Liberalization and Economic Performance: Brazil at the Crossroads

Autor: Luiz Fernando de Paula

Editora: Routledge

Ano:2011                          

                                                                                                                                  

                                                                                                                      Financial Liberalization and Economic Performance: Brazil at the Crossroads (Routledge Studies in the Modern World Economy)

                                   

‘The merit of the present book is that it surveys the theoretical arguments for opening of both capital markets and foreign financial institutions and assesses the empirical evidence. In addition it provides an extensive analysis of one of the Latin American countries, Brazil, that has been an assiduous follower of the Washington Consensus in this regard. It opens a debate that should have taken place before these policies were recommended across the board to developing countries’ - Jan Kregel, Levy Institute

‘In this book Luiz Fernando de Paula makes a deep, as well as broad, analysis of the experience with the process of financial liberalization in Brazil. Not only does the book analyze the theoretical and practical issues of financial liberalization, but also it is highly critical of it. (…) Anybody who wishes to acquire full understanding of the Brazilian contemporary experience with financial liberalization should read this book’ - Philip Arestis, Cambridge University

An Assessment of the Global Impact of the Financial Crisis

Organizadores: Phillip Arestis, Rogério Sobreira e José Luis Oreiro

Editora: Palgrave Macmillan

Ano: 2011

                                                                                                                      An Assessment of the Global Impact of the Financial Crisis 

                                           

This topical volume analyzes the impact of the 2008 financial crisis. It considers the origins and explanations of the current crisis, examines the regulatory implications and, with specific focus on developing countries, it provides a strategy for economic growth that can guarantee financial stability in the future.

                                                                                                                                                                         &nbnbsp;                                                      

                                                                                                                                                                                                                Política Monetária, Bancos Centrais e Metas de Inflação: Teoria e Experiência Brasileira



Organizadores: José Luís Oreiro, Luiz Fernando de Paula e Rogério Sobreira

Editora: Editora da FGV

Ano: 2009

Autores: Breno Pascualote Lemos; Carmem Aparecida Feijó; Cleomar Gomes da Silva; Fernando Cardim de Carvalho; Fernando de Holanda Barbosa; Gabriel Caldas Montes; Gabriel Coelho Squeff; Helder Ferreira de Mendonça; Joaquim Pinto de Andrade; José Luis Oreiro, Lucas Lautert Dezordi; Luciano Luiz Manarin D´Agostini; Luiz Carlos Bresser-Pereira; Luiz Fernando de Paula; Manoel Carlos de Castro Pires; Marcelo Luiz Curado; Marcelo de Oliveira Passos; Marcos Wagner da Fonseca; Maurício Vaz Lobo Bittencourt; Rafael Quevedo do Amaral; Rodrigo Ayres Padilha; Rogério Sobreira; Rubens Penha Cysne

Este livro é mais do que oportuno, pois entre outros pontos avalia o desempenho da política de metas de inflação no Brasil, analisa os seus canais de transmissão, levanta seus diversos problemas de natureza teórica e discute como a seleção de instrumento único e metas estritas limitam o crescimento potencial da economia brasileira. O livro apresenta também proposições alternativas, inclusive de governança, para política de metas de inflação no Brasil. Todo aquele que pretende entender ou propor o aprimoramento da política de metas de inflação no Brasil passará obrigatoriamente por este livro.

Prefácio por: Yoshiaki Nakano (EESP-FGV)

 

Economia do Desenvolvimento: Teoria e Políticas Keynesianas

Organizadores: João Sicsú e Carlos Vidotto

Editora: Campus/Elsevier

Ano: 2008

Autores: Antonio C. Macedo e Silva, Carlos Medeiros, Carlos Vidotto, Carmen Feijó, Daniela Prates, Fernando Cardim de Carvalho, Fernando Ferrari Filho, Jan Kregel, João Paulo de Almeida Magalhães, João Sicsú, Julio López, Luiz Carlos Bresser Pereira, Luiz Fernando de Paula, Marco Antonio Macedo Cintra, Martin Puchet, Paulo Gala e Roberto Frenkel

O livro focaliza, ainda, a problemática das economias em desenvolvimento. É examinada a trajetória do crescimento econômico frente às ilusões da necessidade de poupança externa e de políticas cambiais desassociadas do objetivo do desenvolvimento. O debate sobre o controle de capitais e a integração financeira é objeto de um exame rigoroso, que aponta para a obrigação de uma ampla revisão de instrumentos e objetivos de políticas econômicas.A economia brasileira preocupa também os autores do livro. É aí que o imperativo do planejamento estratégico, vinculado a uma economia voltada para o desenvolvimento, assume seu protagonismo. As lições de um sistema monetário hierarquizado, o comportamento do investimento industrial e o equacionamento da relação estabilidade/crescimento compõem uma agenda que qualquer projeto nacional terá de enfrentar. A última parte da obra mergulha profundamente em questões teóricas, implícitas ou não, em todas as idéias desenvolvidas ao longo do livro. O conjunto de capítulos recupera as idéias teóricas e de política de John Maynard Keynes.

Sistema Financeiro: uma análise do setor bancário brasileiro

Organizadores: Luiz Fernando de Paula e José Luís Oreiro                                     

Editora: Campus/Elsevier

 AAAno: 2007 
                                                                                                                                                           SISTEMA FINANCEIRO: UMA ANALISE DO SETOR BANCARIO BRASILEIRO                                                                                                                                                                                                                                                                      

                                                                                                                                                                                                                                                    
Autores: Adriana Amado, Alexandre Marinho, André Modenesi, Elisângela Saches, Fernando Cardim de Carvalho, Gary Dimsky, Guilherme Jonas C. da Silva, João Adelino de Faria, José Luís Oreiro, Marco Crocco, Luiz Fernando de Paula, Manoel Carlos de Castro Pires, Melissa Menezes, Rodrigo Mendes Leal e Rogério Sobreira.

Este livro objetiva avaliar em que medida o setor bancário brasileiro tem sido funcional ao processo de desenvolvimento econômico do país, assim como características específicas do funcionamento deste setor no Brasil, como padrões de competição, eficiência e spread bancário. Em particular, serão exploradas a dimensão macroeconômica (funcionalidade e solidez do sistema financeiro) e a dimensão microeconômica (eficiência operacional, competição etc.) da eficiência do setor bancário, além de aspectos relativos à realidade brasileira, como exclusão social e desenvolvimento regional. “Para Keynes e os economistas pós-keynesianos, o sistema bancário nacional desempenha um papel crucial na determinação da capacidade da nação crescer e prosperar ou estagnar em uma situação de recessão ou depressão. Os autores deste livro examinam o papel e o funcionamento do sistema bancário brasileiro e explicam suas contribuições positivas para economia do país assim como suas deficiências, explicando também como superá-las”. Paul Davidson – Journal of Post Keynesian Economics

Prefácio por: Fernando Cardim de Carvalho

 

Política Comercial, Taxa de Câmbio e Moeda Internacional: uma análise a partir de Keynes

Autor(es): Fernando Ferrari Filho

Editora: UFRGS

Ano: 2006

O livro resgata e analisa as principais reflexões e proposições de Keynes pertinentes à reestruturação da ordem econômica mundial. Com este resgate, mostra-se que, conforme Keynes, a estabilização monetária e a manutenção do pleno emprego da economia mundial passam necessariamente pela reestruturação da referida ordem a partir da coordenação de um Banco Central Mundial.

Prefácio por: Luiz Fernando de Paula

 

Câmbio e Controles de Capitais: Avaliando a eficiência de modelos macroeconômicos

Organizadores: João Sicsú e Fernando Ferrari Filho

Editora: Campus

Ano: 2006

Autores: Adriana Amado, André de Melo Modenesi, Fabio Hideki Ono, Fernando Ferrari Filho, Fernando J. Cardim de Carvalho, Guilherme Jonas Costa da Silva, Jennifer Hermann, José Luís Oreiro, João Sicsú, Luiz Fernando de Paula, Manoel Carlos de Castro Pires, Rui Lyrio Modenesi

"Os capítulos do livro mostram como controles de capitais são importantes e efetivos para países em desenvolvimento. Mecanismos de controles de capitais ajudam países em desenvolvimento a mitigar suas fragilidades financeiras externas e a resgatar a autonomia da política econômica. Este livro, com certeza, será uma contribuição significativa para a bibliografia sobre controle de capitais" Philip Arestis - University Cambridge

Prefácio por: Jan a. Kregel - Chefe do Departamento de Análise e de Política de Desenvolvimento do Gabinete de Financiamento para o Desenvolvimento da Organização das Nações Unidas

 

Teoria Geral 70 anos Depois: ensaios sobre Keynes e teoria pós-Keynesiana

Organizadores: Fernando Ferrari Filho

Editora: UFRGS

Ano: 2006

Autores: Adriana Moreira Amado, Carlos Prates, David Dequech, Fernanda Graziela Cardoso, Fernando Ferrari Filho, Fernando José Cardim de Carvalho, Gentil Corazza, Gilberto Tadeu Lima, José Luís Oreiro, Luiz Fernando de Paula, Malcolm Sawyer e Maria de Lourdes Rollemberg Mollo

O livro presta uma homenagem aos 70 anos da Teoria Geral do Emprego, dos Juros e da Moeda, de John Maynard Keynes. Os capítulos do livro revigoram as idéias fundadoras da matriz intelectual da principal obra de Keynes, e, além disso, demonstram a complexidade e o compromisso implícito da obra de Keynes com o avanço teórico em Economia, sem menosprezar os princípios mais caros da tradição da Economia Política.

Moeda e Território - uma interpretação da dinâmica regional brasileira

Organizadores: Marco Crocco e Frederico G. Jayme Jr

Editora: Autentica

Ano: 2006

Autores: Adriana Amado, Anderson Cavalcante, Carlos Rodrigues Fuentes, Cláudio Barra, Fernando Cardim de Carvalho, Fernando Ferrari Fiho, Fernanda Vilhena, Frederico Jayme, João Sicsú, Luiz Fernando de Paula, Malcolm Sawyer, Marco Crocco, Philip Arestis, Sheila Dow, Vanessa Petrelli Corrêa, Vanessa Val, Victoria Chick

“A centralidade da moeda na macrodinâmica complexa de uma economia de mercado é um dos elementos demarcadores do território teórico da abordagem pós-keynesiana. De fato, a moeda, especialmente em seu atributo essencial de reserva de valor, ocupa espaço privilegiado na explicação oferecida por essa abordagem para a tendência inerente e permanente de uma economia de mercado a operar abaixo da plena utilização dos recursos produtivos. Vale dizer, não somente no espaço temporal do curto e médio prazos, mas, inclusive, no domínio temporal mais distante do longo prazo, a moeda, ao afetar as decisões de consumo e investimento dos atores econômicos, ganha centralidade explicativa no mapeamento teórico adequado dos determinantes da macrodinâmica da produção e do emprego de uma economia nacional. (...) Os artigos que compõem este volume atestam, por sua vez, que o ressurgimento do interesse pela temática da relação entre Moeda e Território tem um capítulo nacional de inspiração pós-keynesiana que desdobrou em pesquisas e contribuições que merecem ocupar espaço adequado nas leituras obrigatórias daqueles – mas não apenas dos – que têm interesse por questões de economia regional e geografia econômica.”

Prefácio por: Clélio Campolina Diniz

 

Novo Desenvolvimentismo: um projeto nacional de crescimento com eqüidade social

Organizadores: João Sicsú, Luiz Fernando de Paula e Renaut Michel

Editora: Manole & Konrad Adenauer

Ano: 2005

Autores: Carlos Eduardo Carvalho, Cláudio Salm, David Kupfer, Fábio Hideki Ono, Fernando Cardim de Carvalho, Frederico G. Jayme Jr., Guilherme Jonas Costa da Silva, J. Carlos de Assis, Jennifer Hermann, João Saboia, João Sicsú, José Cláudio Ferreira da Silva, José Luís Oreiro, Leda Maria Paulani, Luiz Carlos Bresser-Pereira, Luiz Fernando de Paula, Marcelo Paixão, Marco Crocco, Maria de Lourdes Rollemberg Mollo, Paulo Nogueira Batista Jr. e Renaut Michel.

Um grupo de audazes autores cientistas sociais sai a campo para contestar o 'pensamento único' dominante na economia e no governo Lula. Por meio de um conjunto abrangente de idéias, demonstram que há alternativas à política que está sendo imposta, e que elas não implicam riscos nem catástrofes para o Brasil. Assim, resta apenas uma explicação: a política de Lula promove interesses bem concretos de grupos e setores ligados à alta finança internacional, longe de ser uma questão de cautela. Já é tempo de dar nome aos bois: não há política econômica inocente, nem neutra. O que se vende como aplicação responsável de princípios científicos não é mais que a opção por certos interesses em detrimento daqueles que levariam o país, sua população e suas classes a um novo roteiro de desenvolvimento.

Prefácio por: José Alencar - Vice-Presidente da República

 

Globalização Financeira: Ensaios de Macroeconomia Aberta

Organizadores: Fernando Ferrari Filho e Luiz Fernando de Paula

Editora: Vozes

Ano: 2004

Autores: Adriana Amado, Antonio J. Alves Júnior, Fernando Cardim de Carvalho, Fernando Ferrari Filho, Gary Dimsky, Jan Kregel, José Luís Oreiro, José Maria Fanelli, Julio López, Luciano Coutinho, Luiz Carlos Bresser Pereira, Luiz Gonzaga Belluzzo, Luiz Fernando de Paula, Malcolm Sawyer, Maria de Lourdes Rollemberg Mollo, Michel Aglietta, Otaviano Canuto, Paul Davidson, Philip Arestis, Sheila Dow e Yoshiaki Nakano.

O livro Globalização Financeira: Ensaios de Macroeconomia Aberta reúne contribuições de renomados economistas brasileiros e estrangeiros que têm desenvolvido pesquisas em economia internacional, com ênfase no fenômeno da globalização financeira, em uma linha teórica heterodoxa mais próxima à teoria pós-keynesiana. Uma característica comum dos textos que compõem esta coletânea é que se trata de ensaios críticos no que se refere aos efeitos da globalização financeira. Com a publicação deste livro, pretende-se demonstrar a relevância e a extensão da teoria keynesiana contemporânea em diversas áreas e assuntos de economia internacional, tais como regimes cambiais e política econômica em um quadro de globalização, o papel do Fundo Monetário Internacional, a experiência recente da União Monetária Européia, globalização e blocos regionais, crises cambiais e bolhas especulativas, reforma do sistema financeiro internacional, e regimes e crises cambais na América Latina.

Agenda Brasil: políticas econômicas para o crescimento com estabilidade de preços

Organizadores: João Sicsú, José Luís Oreiro e Luiz Fernando de Paula

Editora: Manole & Konrad Adenauer

Ano: 2003

Autores: João Sicsú, José Luis Oreiro, Luiz Fernando de Paula, Carmem Feijó, Fernando Cardim de Carvalho, Fernando Ferrari Filho, Guilherme Jonas, Helder Ferreira de Mendonça, Jennifer Hermann, Marco Crocco, Renaut Michel, Rogério Sobreira e Sidney de Castro Oliveira.

Agenda Brasil reúne alguns dos melhores economistas brasileiros. São keynesianos e, portanto, críticos da 'ortodoxia convencional' dominante, que tem mantido a economia brasileira semi-estagnada há tantos anos. São economistas heterodoxos, que não partem de fórmulas prontas, mas pensam.

Prefácio por: Luiz Carlos Bresser Pereira

 

Macroeconomia do Emprego e da Renda: Keynes e o Keynesianismo

Organizadores: João Sicsú e Gilberto Tadeu Lima

Editora: Manole

Ano: 2003

Autores: Otaviano Canuto, Reynaldo Rubem Ferreira Jr., Antonio Carlos Macedo e Silva, Gilberto Tadeu Lima, Maria de Lourdes Rollemberg Mollo, Marco Crocco, Fernando Ferrari Filho, Mario Luiz Possas, João Sicsú, Julio López, Jennifer Hermann, Fernando Cardim de Carvalho, Luiz Antônio de Oliveira Lima, Paul Davidson, Jan A. Kregel, Amitava Krishna Dutt, Tracy Mott e Edward Amadeo.

O livro reúne artigos de diversos autores brasileiros e estrangeiros que têm desenvolvido pesquisas na linha keynesiana com abordagens teóricas e empíricas. Com a sua publicação, pretende-se demonstrar a relação existente entre a teoria de Keynes e seus vários desenvolvimentos keynesianos, dos mais ortodoxos aos mais heterodoxos. Aplica-se como bibliografia básica das disciplinas de macroeconomia keynesiana, tanto para cursos de graduação quanto de pós-graduação. Leitura complementar nos cursos de economia monetária e financeira. Leitura recomendada para economistas, cientistas políticos, jornalistas econômicos e interessados em pesquisas recentes de economia.

Prefácio por: Luiz Carlos Bresser-Pereira

 

Dinâmica Econômica do Capitalismo Contemporâneo: homenagem a Kalecki

Organizadores: Lenina Pomeranz, Jorge Miglioli e Gilberto Tadeu Lima

Editora: EDUSP

Ano: 2001

A importância da obra teórica de Michal Kalecki (1899-1970) é cada vez mais reconhecida internacionalmente. O economista polonês dedicou sua carreira ao estudo da constituição dos diferentes sistemas econômicos, publicando trabalhos sobre as economias capitalistas desenvolvidas, os países do chamado Terceiro Mundo, assim como as economias socialistas. Este livro reúne contribuições de diversos especialistas, entre eles Celso Furtado, que discutem as economias capitalistas e suas implicações para a teoria econômica, dialogando com os textos de Kalecki. Entre outros temas, são abordados aspectos da teoria macroeconômica, a estrutura de mercado em relação ao progresso técnico e à formação dos preços, o desemprego e o déficit público e as crises econômicas na América Latina.

Macroeconomia Moderna: Keynes e a economia contemporânea

Organizadores: João Sicsú, Luiz Fernando de Paula e Gilberto Tadeu Lima

Editora: Campus

Ano: 1999

Autores: Adriana Amado, Carmen Feijó, David Dequech, Fernando Cardim de Carvalho, Fernando Nogueira da Costa, Fernando Ferrari Filho, Gilberto Tadeu Lima, João Sicsú, Joaquim Pinto de Andrade, José Luís Oreiro, Julio Sérgio Gomes de Almeida, Luiz Antônio de Oliveira Lima, Luiz Gonzaga de Mello Belluzzo, Maria Luiza Falcão Silva, Paulo Nogueira Batista Jr., Paul Davidson e Rogério Studart.

O livro reúne artigos de diversos autores que têm desenvolvido pesquisas em economia na linha teórica keynesiana. Com a sua publicação, pretende-se demonstrar a relevância e a extensão da teoria keynesiana contemporânea, em especial na sua vertente pós-keynesiana, em diferentes áreas, tais como política econômica, programas de estabilização, crises cambiais, reforma do sistema financeiro internacional, financiamento da economia, sistema bancário, desenvolvimento regional, crescimento econômico e distribuição de renda.
“A publicação deste livro é muito oportuna. Temos aqui uma antologia de professores de diferentes universidades brasileiras que debatem as possibilidades de crescimento e estabilidade das economias capitalistas a partir de conceitos da economia keynesiana. Uma coletânea deste tipo fazia falta ao conjunto de leituras disponíveis aos alunos de graduação e pós-graduação, e ao debate dos temas nacionais” (Do prefácio de João Sayad).

Prefácio por: João Sayad

                                                                                                                                                                                                  

Financial Liberalization and Economic Performance: Brazil at the Crossroads (Routledge Studies in the Modern World Economy)Financial Liberalization and Economic Performance: Brazil at the Crossroads (Routledge Studies in the Modern World Economy)Financial Liberalization and Economic Performance: Brazil at the Crossroads (Routledge Studies in the Modern World Economy)                   

                

 


 
Home
Patronos e Diretoria
Cadastro
Encontro Internacional da AKB
Trabalhos Científicos
Jornais e Revistas
Dossiês
Eventos
Livros
Prêmio AKB
Galeria de Fotos
Fale Conosco
Clique aqui e Participe de nosso Facebook